Home > Notícias > Acontece > TAXA DE DESEMPREGO SUPERA ESTIMATIVAS

TAXA DE DESEMPREGO SUPERA ESTIMATIVAS

29/10/2014

É o menor patamar para o mês desde 2002

 

A taxa de desemprego no Brasil caiu de 5% em agosto para 4,9% em setembro nas seis regiões metropolitanas medidas pela Pesquisa Mensal de Emprego (PME), chegando assim ao menor patamar para o mês em toda a séria histórica, iniciada em 2002, informou o Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE). O resultado superou as estimativas do mercado, que giravam em torno de 5,10%. O contingente de desempregados ficou em 1,2 milhão de pessoas em setembro deste ano, significando estabilidade em relação a agosto deste ano e queda de 10,9% na comparação com setembro do ano passado.

A população desocupada caiu 20,9% frente a setembro de 2013 e a renda avançou. No mês passado, o rendimento médio real dos trabalhadores teve alta de 0,1%, para R$ 2.067,10, e cresceu 1,5% em relação a setembro de 2013, quando era de R$ 2.035,62. A massa de renda real dos ocupados somou R$ 48,4 bilhões em setembro, mostrando estabilidade em relação a agosto. Na comparação com setembro de 2013, a massa cresceu 0,9%. O contingente de ocupados somou 23,1 milhões de pessoas, mostrando estabilidade em ambas as comparações.

O número de trabalhadores com carteira de trabalho assinada no setor privado (11,7 milhões) também mostrou estabilidade em ambas as comparações. Já a massa de renda real efetiva dos ocupados somou R$ 48,7 bilhões em agosto, uma alta de 0,4% em relação a julho. Na comparação com agosto de 2013, o aumento foi de 1,9% na massa de renda efetiva. (fonte: Portal Brasil)