Home > Notícias > Acontece > BRASIL PRECISA AUMENTAR SUA AMBIÇÃO TECNOLÓGICA

BRASIL PRECISA AUMENTAR SUA AMBIÇÃO TECNOLÓGICA

31/07/2014

O país só vai conseguir fazer parte das cadeias globais de valor por meio de inovação e tecnologia

Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI). Esse o nome da nova rodada de encontros que reúne representantes da indústria e do governo federal promovida pela ConfederaçãoNacional da Indústria (CNI). O objetivo desse primeiro encontro é aprofundar temas da agenda de inovação. O Brasil ainda enfrentadificuldades que limitam a participação do setor produtivo em cadeias globais de valor. Entre elas, estão os elevados custos de produção, a baixa produtividade do trabalho, os produtos e serviços pouco inovadores e os baixos índices de internacionalização das empresas brasileiras.

"O Brasil só vai conseguir fazer parte das cadeias globais de valor por meio de inovação e tecnologia. O fundamental é agregar mais valor aos produtos para poder crescer economicamente, se integrar e exercitar a competitividade", disse Pedro Wongtschowsi, executivo do Grupo Ultra, um dos participantes da rodada. Por enquanto, segundo o executivo, a participação do Brasil ainda é baseada em bens primários, enquanto os países desenvolvidos entram com inovação, design, pesquisa e desenvolvimento, marketing e distribuição.

Entre os benefícios inseridos nas cadeias globais de valor apresentados por Wongtschowsi, estão a ampliação das taxas de crescimento econômico, a atração de investimentos estrangeiros, a modernização de processos e da matriz industrial.

Glauco Arbix, presidente da Agência Brasileira de Inovação (Finep), ressalta que o principal desafio é a qualidade do investimento brasileiro. Segundo ele, o país está conceitualmente pronto para avançar. "Nós só temos de arregaçar as mangas para aumentar a ambição tecnológica nas empresas, que precisam investir mais e, principalmente, inovar mais", disse ele. (fonte: Portal CNI)