Home > Notícias > Gühring > A solução é compartilhar conhecimento

A solução é compartilhar conhecimento

16/06/2016

Intercâmbio permite oferecer soluções de ponta para o cliente

“Esse seminário tem uma importância especial para nós, pois aqui há empresas que, de certa forma, outrora, eram nossas concorrentes: a Bielomatik e a Haimer do Brasil. Mas isso é coisa do passado. No cenário atual, o desenho de negócios é outro e está baseado em parcerias de cooperação, união e compartilhamento. Juntos, podemos entregar uma solução de qualidade, com alta tecnologia e sob medida para nossos clientes. Cada um de nós é bom no que faz, mas não é o melhor em tudo. Por isso são tão importantes a colaboração e a troca de conhecimentos", disse Jorge Jerônimo, diretor-geral da Gühring Brasil, na abertura o seminário "Técnicas de Furação", realizado na sede da empresa em Salto (SP).

O encontro, no dia 08 de junho, teve a participação de quase 50 profissionais oriundos de diversos clientes da Gühring e um tour pela moderna planta industrial da empresa onde são produzidos brocas, fresas e alargadores em metal duro. Na unidade também são realizados serviços de reafiação e cobertura em machos, brocas, brocas canhão, fresas e alargadores. A Gühring tem na unidade de Salto um moderno Centro de Revestimentos.  Quatro palestras ancoraram o seminário. "Apresentação de conceitos, geometrias e operações de furação" e "Novas geometrias e coberturas Gühring", ministradas por Lucio Bitencourt, engenheiro de Aplicação da Gühring Brasil. O engenheiro Maurício Portella, da Bielomatik do Brasil, foi convidado para falar de "Tecnologia MQL na furação", enquanto que o também engenheiro, Kleber Zibordi, da Haimer do Brasil, abordou as "Vantagens do balanceamento na furação".  Portella disse na sua palestra que o sistema de Mínima Quantidade de Lubrificação (MQL) é algo novo no Brasil, mas que atrai cada vez mais a atenção da indústria local. "Alem de permitir a redução de custo nos processos de usinagem e de manutenção, com substancial redução no consumo de energia, o MQL é uma solução sustentável, por que faz a empresa utilizar a mínima quantidade de óleo e água", disse o engenheiro de vendas.  Zibordi, da Haimer, lembrou que o balanceamento tem forte influência no processo de usinagem. "Para que o cliente explore o máximo de seus equipamentos, já que o investimento em máquinas tem sido cada vez maior na planilha das empresas, é preciso preservar a vida útil do fuso (spindle) e também explorar ao máximo as ferramentas de corte", salientou o engenheiro.