Home > Notícias > Gühring > GÜHRING aposta nos serviços OEM

GÜHRING aposta nos serviços OEM

03/06/2018

As empresas estão solicitando mais projetos

OEM (Original Equipment Manufacturer), que em português quer dizer “fabricante original do equipamento", tem se tornado uma oferta de serviços atraente para os clientes. De olho nesse mercado, em franco crescimento, a Gühring está ampliando seu leque de serviços, com a entrega de projetos disponibilizando as ferramentas montadas e balanceadas. “Os clientes estão em busca de empresas especialistas em projetos e processos, pois neste momento o importante é manter a qualidade e o nível de produção sem alterar os custos, assim como permitir que o cliente se concentre em suas principais competências, ressalta Lucio Bitencourt, gerente de Engenharia da Gühring Brasil. 

No mercado internacional, a Gühring tem 105 especialistas para atender a mais de 100 clientes nesse formato de negócio, enquanto no Brasil a empresa fornece em regime de OEM para mais de uma dezena de grandes empresas. Além de ter aumentado o número de clientes, Bitencourt observa que as empresas estão solicitando mais projetos, principalmente, aquelas do segmento de autopeças. "O mercado tem assimilado bem os benefícios do OEM, especialmente aqueles projetos que envolvem os fabricantes de máquinas, tanto em novos projetos, em upgrades em máquinas novas e naquelas que já fazem parte do parque do cliente", diz o engenheiro.

Bitencourt explica como funciona o serviço de OEM: “O cliente final consulta o fabricante de máquinas para usinar determinado tipo de produto, colocando alguns objetivos como custo por peça, tempo de ciclo, qualidade do produto, entre outros quesitos. O fabricante dimensiona quantas máquinas serão necessárias para a produção da quantidade de peças/mês informada pelo cliente e solicita nosso apoio técnico na indicação das melhores ferramentas e processos para atingir a meta. Com base nesses critérios, a Gühring desenvolve o projeto junto ao fabricante para que, no final, ele possa oferecer ao seu cliente um equipamento robusto, de qualidade e com alta produtividade”, conclui Bitencourt.