Home > Notícias > Gühring > GÜHRING aposta nos projetos com MQL

GÜHRING aposta nos projetos com MQL

03/07/2018

Custo, eficiência energética e preocupação com o meio ambiente devem alavancar o uso dessa aplicação

Reduzir a utilização de fluídos de corte nos processos de usinagem tem sido nos últimos anos o objetivo da indústria de manufatura. Os motivos, além do econômico, são variados como a preocupação com o meio ambiente e a saúde dos trabalhadores. Uma alternativa importante para isso é o uso de ferramentas com alta eficiência, que operem em Mínima Quantidade de Lubrificação (MQL). A Gühring é uma das pioneiras no desenvolvimento de tecnologias para a usinagem em MQL.

O MQL é um processo que lubrifica as ferramentas de corte (durante a fase de usinagem) com um spray de óleo apenas onde e quando necessário. O uso do MQL não se limita apenas a preocupação com a sustentabilidade. Outros fatores vêm motivando as empresas a adotarem o sistema, e o alto custo de energia é um deles. O MQL proporciona para seus usuários uma usinagem limpa, que dispensa centrais de óleo e custo zero de descarte.

A Gühring oferece a mais completa gama de adaptadores e ferramentas para esse tipo de usinagem. Desde 2011 a empresa vem desenvolvendo projetos no mercado brasileiro junto às indústrias de máquinas e automobilística para uma produção eficiente e sustentável, que respeita o meio ambiente e que está atenta as necessidades de menor consumo de energia.

As principais diferenças das ferramentas de uso convencional para as de MQL são: geometria, revestimento, acabamento de superfície e a qualidade do metal duro. A usinagem com MQL pode levar a uma redução de 10 a 12% nos custos de operação, segundo a área de engenharia da Gühring.

Utilizando operações de usinagem com MQL desde 2011, a unidade da Volkswagen Motores, em São Carlos, tornou-se um case importante da empresa. A implantação da moderna estrutura contou com o auxílio da Gühring em ferramental e apoio técnico. A linha de usinagem consome cerca de 0,1 litro de óleo refrigerante por hora, uma redução de consumo em 10 mil vezes em comparação com o método convencional. Processos adicionais de limpeza/lavagem das peças podem ser reduzidos e até mesmo eliminados e o descarte do cavaco é feito de forma simples e com baixo custo.

A aplicação do MQL no mercado brasileiro ainda é muito pouco considerada. No entanto, a busca pelo fator custo, pela eficiência energética e a preocupação com o meio ambiente devem alavancar o uso dessa aplicação. Na Alemanha, os projetos em MQL respondem por 14% de tudo que é desenvolvido pela Gühring. No Brasil a empresa tem expertise e ferramentas sob medida para atender as demandas das indústrias brasileiras que queiram migrar para MQL.