Home > Notícias > Acontece > Potência solar pode abastecer milhões de brasileiros

Potência solar pode abastecer milhões de brasileiros

02/11/2018

Nos galpões e telhados, além de energia, economia e empregos

Sabe-se que o Brasil possui um dos melhores recursos solares do mundo. Um levantamento recente da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar) mostra um mercado potencial de R$ 6,8 bilhões na geração de energia solar nos telhados de galpões e armazéns industriais em uso no País.
 
Segundo projeções da entidade, se a metade da área dos telhados de todos os galpões e armazéns ocupados no Brasil, num total estimado em 12 milhões de metros quadrados fosse aproveitada para gerar energia solar, a potência instalada poderia chegar a cerca de mil megawatts (MW), suficientes para abastecer aproximadamente de 500 mil residências ou dois milhões de brasileiros.

O investimento em geração distribuída nos galpões e armazéns industriais traria uma economia de aproximadamente R$ 900 milhões na conta de luz e uma redução de emissões de CO2 de cerca de 132,7 mil toneladas por ano. O payback para esses investimentos é estimado em 5 anos. Também poderia gerar cerca de 30 mil novos postos de trabalho, com demanda por profissionais qualificados e ocupação em nível regional.

Outra estimativa da Absolar mostra que, se fossem aproveitados os telhados das residências brasileiras para a geração de energia solar, o montante seria suficiente para abastecer 2,3 vezes a demanda atual por eletricidade em todos os domicílios do País.

De acordo com a Absolar, até 2050, 40% de toda a matriz energética do planeta será fotovoltaica. Um percentual que, no país, deve ser de mais de 50%. Um movimento que tem o apoio de 89% dos brasileiros que querem gerar energia renovável em casa. “Mas a geração responde menos de 0,01% do atendimento da demanda atual”, segundo Rodrigo Sauaia, presidente executivo da entidade. Ele informa que São Paulo é o terceiro estado que mais investe em projetos no segmento.  “A base da indústria fotovoltaica está em São Paulo”, ressalta o executivo.  (fonte: Absolar)