Home > Notícias > Acontece > Oito em cada dez indústrias se preparam para investir em 2020, aponta CNI

Oito em cada dez indústrias se preparam para investir em 2020, aponta CNI

18/12/2019

Pesquisa mostra que em 2020 as compras de máquinas e equipamentos serão impulsionadas

Oito em cada dez indústrias se preparam para investir em 2020, aponta CNI

O percentual de grandes empresas que pretende realizar investimentos em seus negócios é o maior dos últimos seis anos. Segundo a pesquisa Investimentos na Indústria 2019-2020, divulgada no último dia 17/11, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), 84% das grandes empresas afirmaram que vão investir em 2020. Esse percentual reforça a recuperação do investimento dos últimos anos: o percentual de empresas que afirmaram que investiriam chegou a recuar para 64% na intenção para 2016.

De acordo com presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, os industriais iniciaram 2019 com uma expectativa de investir semelhante à de anos anteriores. No fim de 2019, contudo há uma diferença muito importante: a frustração dos planos de investimento foi muito menor. A pesquisa mostra que, neste ano, 64% das grandes empresas afirmaram ter realizado seus planos de investimento tal como planejaram. Esse é o maior percentual desde 2011.

“A frustração em 2019 foi muito menor do que nos últimos anos. Esse dado é muito importante, pois frustração representa custo e menor confiança para se voltar a investir. Para 2020, percebemos maior segurança para manter e ampliar investimentos”, avalia o presidente da CNI.

Os industriais se mostram preocupados em aumentar a eficiência e a produtividade para atender o crescimento do consumo. A lógica é: como a expectativa é de aumento no mercado consumidor, a indústria brasileira precisa atender com qualidade e competitividade, principalmente diante dos produtos importados, que muitas vezes operam em ambientes de negócios mais eficientes.

Desta forma, o principal objetivo dos planos de investimento para 2020 é a melhoria do processo produtivo e aumento da capacidade da linha produtiva. A maioria dos investimentos previstos para 2020 envolvem a aquisição de máquinas (67%).

(Fonte: CNI)