Home > Notícias > Acontece > Manufatura inteligente na linha de montagem da SCANIA

Manufatura inteligente na linha de montagem da SCANIA

06/03/2019

Trata-se da unidade mais automatizada da América Latina.

Manufatura inteligente na linha de montagem da SCANIA
A indústria 4.0 é uma realidade presente na fábrica da Scania Brasil, em São Bernardo do Campo (SP). Sua nova fábrica de solda de cabines é o estado da arte no conceito manufatura inteligente. São 75 robôs trabalhando de forma harmoniosa, num ambiente de alta tecnologia, para produzir a Nova Geração de Caminhões, que desde fevereiro passado já estão sendo comercializados no mercado.  A preparação da fábrica é fruto de investimentos de R$ 2,6 bilhões que a Scania vem aplicando no Brasil desde 2016, a maior parte na fábrica do ABC Paulista. A nova linha exigiu esforço coletivo de equipes que foram até a Suécia para ver o modelo de manufatura que seria implantado no Brasil. A unidade de solda de cabine é uma das que mais sofreram alterações no processo de renovação e modernização do complexo industrial: foi totalmente reformulada e reestruturada a partir de conceitos de manufatura inteligente conhecidos como indústria 4.0.
 
A linha de solda a laser, totalmente operada por robôs, é capaz de fazer 25 modelos diferentes de cabine, incluindo as de caminhões semipesados. Os cortes necessários também são feitos a laser e as peças são estampadas em aço de alta resistência. “Os robôs são responsáveis por cada ponto de solda na cabine do caminhão A solda a laser, além de prevenir mais as infiltrações, deixa a cabine com aspecto muito superior, o que também contribui para a aerodinâmica”, ressalta Ricardo Cruz, gerente responsável pela fábrica de solda de cabines. Tudo no produto foi revisado, desde o teto até as caixas de rodas, cantos da cabine e retrovisores.
 
Todo o sistema de gerenciamento monitora o fluxo de produção e qualidade, incluindo entrada de material sequenciado e prevenção de anomalias. O próprio sistema é capaz de apontar quando será necessário realizar revisões e manutenção dos ciclos robóticos a partir da coleta de dados em tempo real. Segundo Cruz, atualmente o sistema inteligente gerencia 85 mil tarefas agendadas ao longo do ano e a estimativa é de que este número suba para 100 mil tarefas/ano.
 
A área conta ainda com o escaneamento por fotogrametria, que fotografa o produto real feito pelos robôs e o compara com o projeto original em 3D para conferência de superfície e possíveis imperfeições. Áreas como a de chassis, motores e transmissões também estão recebendo sistemas inteligentes de manufatura 4.0: “É mais eficiência para nosso negócio; entregar um produto com qualidade e no tempo correto”, afirma. (fonte: Imprensa Scania)