Home > Notícias > Gühring > Usinagem de precisão

Usinagem de precisão

29/10/2014

Máquinas 5 eixos podem usinar peças complexas e com maior valor agregado

Embora ainda muito atrasado no uso da usinagem 5 eixos, o mercado brasileiro começa a olhar para as vantagens que essa tecnologia pode trazer em relação ao processo convencional. Flexibilidade, retorno do investimento a médio prazo e o aumento da produtividade. “Embora esteja caminhando, ainda não decolou devido, principalmente, ao alto custo dos equipamentos e dos periféricos necessários para operação desse tipo de máquina”, explica Jonas Prado, engenheiro da Gühring Brasil.

“São máquinas versáteis do ponto de vista tecnológico, que trabalham, como o nome diz, em 5 eixos, podendo fazer usinagens complexas em uma única fixação. Ou seja, com elas é possível usinar peças mais complexas, com maior valor agregado, mais rapidez e economia”, ressalta Prado. Trata-se, segundo ele, de uma ótima opção para moldes complexos, indústria de implantes cirúrgicos e peças aeroespaciais, que, normalmente, são peças com alto valor agregado.

O engenheiro lembra ainda que, para a melhor equação do processo, é muito importante a escolha do ferramental a ser empregado. “Ferramentas de alta performance, devem ser consideradas para este tipo de máquina, dessa forma, o custo benefício do processo estará garantido”, diz

A Gühring possui linhas de alta performance para diversos tipos de máquinas, que podem ser em metal duro ou HSS, dependendo do trabalho a ser realizado nestes equipamentos. Pode-se destacar, como diferenciais, as brocas canhão de diâmetros pequenos, a HT800 com pastilha intercambiável, e toda a linha HF e RF, a fresa Diver de alta remoção e velocidade de corte, e a família de fresas em metal duro para interpolação de roscas, podendo ser utilizadas em condições de corte elevadas e com uma ótima estabilidade de máquina.